Como podemos nos posicionar politicamente em frente a tudo isso?

0 comentário

Como podemos nos posicionar politicamente?

Infelizmente no ambiente que nos cerca, vemos tantas mazelas e se torna impossível de falar ou pensar sobre política. Hospitais lotados, descontrole no combate à pandemia, economia bagunçada e estouros de indícios de corrupção para todos os lados. Como não ver tudo isso e não reclamar? Como podemos nos posicionar politicamente em frente a tudo isso?

No Brasil, temos desde o início da redemocratização uma busca por uma pessoa ou um grupo de pessoas que sejam capazes de resolver os problemas da sociedade. Por isso, cada um dentro do seu espectro político apresentam possíveis soluções para a resolver cada problema. Mas no fundo, todos aparentam ser iguais, pois no final esses grupos se unem com o propósito de pegar dinheiro do povo. Logo, demonstrar ser um apolítico ou não acreditar na política não é tão difícil assim.

Pela associação do pensamento político de direita com a ditadura que teve no Brasil desde o início desse novo momento, houve de certa maneira uma hegemonia de pensamento social democrata ou socialista. Somente nos últimos 5 ou 4 anos reapareceram representantes do pensamento do espectro da direita. Entretanto, esse acontecimento tornou o debate político mais intenso, mais volátil e mais descontrolado.

E o que acontecerá com a vinda de mais participantes na política?

Até que o debate ganhe menos volatilidade, passaremos por muitas confusões e fissuras sociais. A falta de respeito, a idolatria política e o não reconhecimento de humanidade da pessoa que tenha posicionamentos opostos ao seus irão perdurar por muito tempo, mesmo que haja esforços de poucas pessoas para contornar o problema.

Tudo isso no final das contas é advindo de um problema maior que vem do coração do homem. Soberba, orgulho e busca desenfreada pelo poder são sintomas do coração doente pelo pecado. Somente Deus pode nos iluminar pelo Santo Espírito, e assim sermos libertos desse mal.

Ao não reconhecer Jesus como nosso Senhor e Salvador, o homem tenta se agarrar em coisas que passam enganosamente a mensagem de segurança e poder. São os ídolos que habitam em nosso coração. E a política nada mais é do que uma das vertentes de premissas falsas que tentamos abraçar.

Para ler vários livros referentes ao assunto e ler mais livros considere assinar o Kindle Unlimited. Mais de um milhão de eBooks para você ler onde e quando quiser!

Como podemos nos posicionar politicamente?

Certo é que devemos buscar nos orientar os nossos pensamentos e nossa segurança em Cristo. Se não colocarmos como base que Deus é o Senhor sobre tudo e todos, e que Ele é o verdadeiro Rei do Universo, cairemos em buracos e nos apoiaremos em ideologias e pessoas que nos afastam de Deus. Assim, a nossa orientação politica passa a ser outra.

A partir disso, podemos entender que prestamos contas ao Criador, que somos falhos e que não somos mais importantes que os outros, pois estamos em condição de igualdade perante Deus. E isso deve nos levar a trabalhar de forma comunitária e respeitosa, mesmo que os métodos de resolução sejam diferentes. Laços de fraternidade são correntes poderosas que nos ajudam a resolver os problemas que atingem a todos.

Penso que a formação sociocultural de uma cosmovisão cristã, uma forma de olhar e analisar o mundo pelos crivos das Escrituras, é essencial para a construção de um caminho melhor para todos os homens. Portanto, essa base nos levaria a plantar projetos e estruturas que seriam possíveis trazer de forma limitada a porção dos Céus até a vinda do Rei Jesus Cristo. Por sermos embaixadores do reino celestial, temos autoridade e competência para isso.

Só que para isso acontecer, precisamos nos organizar para que mais pessoas sejam moldadas pelo Evangelho. Pessoas transformadas pelo Evangelho e com intuito de trazer os Céus para a terra serão usadas pelo próprio Deus para que seja feita a vontade dele!

Você pode gostar

Deixe um comentário